Hérnia em recém nascido precisa operar? - Dra. Marilyse Fernandes

Hérnia em recém nascido precisa operar?

Atualizado em
Por: CRM 92676 | RQE 21334

Calma! Vou compartilhar algumas informações sobre esse importante assunto, causador de um grande frio na barriga das mamães e papais. Vamos lá!!

No recém-nascido, a hérnia é uma condição relativamente comum e, na maioria dos casos, não requer cirurgia imediata. No entanto, é importante que os pais estejam cientes dos diferentes tipos de hérnias e das recomendações médicas para o tratamento adequado em cada situação.

Essas são as hérnias mais comuns em crianças e um pouco sobre cada uma delas.

Hérnia Inguinal:

  • A hérnia inguinal é uma abertura anormal na parede do abdome, através da qual ocorre a passagem de conteúdos da cavidade abdominal (como alças intestinais, epíplon ou ovário).
  • Na criança é decorrente da persistência de uma estrutura embrionária, ou seja, é um problema congênito e pode se manifestar logo após o nascimento ou durante a infância.
  • A hérnia inguinal manifesta-se como uma protuberância, caroço ou inchaço na virilha ou no escroto. Afeta mais os meninos e ocorre em 1 a 5% das crianças nascidas a termo.
  • Recomenda-se neste tipo de hérnia que a correção cirúrgica seja realizada o mais breve possível após o diagnóstico.
  • Naqueles recém-nascidos muito prematuros e com baixo peso, indicamos a correção cirúrgica antes da alta para casa.
  • A razão para cirurgia precoce é devido ao significativo risco de uma complicação do quadro, o aprisionamento do intestino dentro do saco herniário.
  • Neste caso, denominado de hérnia encarcerada,  a cirurgia deverá ser realizada em caráter de emergência.
  • Esta é uma situação que aumenta a chance de complicações sérias no pós-operatório.
  • Em condições ideais, é uma cirurgia de baixo risco, realizada sob anestesia geral, com taxa de sucesso maior que 95% e o recém-nascido receberá alta hospitalar no dia seguinte à cirurgia.

Hérnia Umbilical:

  • Todos os bebês nascem com um abertura na parede abdominal na região do umbigo. Esse é o local onde os vasos do cordão umbilical passam da placenta para o bebê. No período pós-natal, esse defeito fecha espontaneamente na grande maioria das crianças. 
  • Mais frequente em meninas, afeta 6 a cada 100 crianças.
  • As hérnias umbilicais são facilmente reduzidas, ou seja, empurradas para dentro, mesmo que sejam muito grandes.  E as bordas da abertura da parede podem ser facilmente sentidas através da pele. 
  • É o tamanho do defeito da parede, e não o grau de inchaço, que indica a possibilidade de resolução espontânea do problema.
  • Em 90% dos casos, a hérnia umbilical desaparece durante os primeiros cinco anos de vida.  A indicação para cirurgia baseia-se na na presença de sintomas ou na probabilidade remota de fechamento espontâneo.
  • É uma cirurgia com baixo risco, realizada sob anestesia geral, com elevada taxa de sucesso, de curta duração, podendo receber alta no mesmo dia.

Hérnia Epigástrica 

  •  Ocorre por uma deficiência na formação da junção entre os músculos reto abdominal direito e esquerdo, possibilitando que o tecido adiposo se projete formando um caroço no local. 
  • Os principais sintomas da hérnia epigástrica incluem: Caroço ou inchaço na região acima do umbigo, que pode ser visível e palpável. Dor e desconforto na região superior do abdômen ao tossir ou levantar peso em alguns casos.
  • A hérnia epigástrica geralmente é corrigida apenas se causar desconforto ou atrapalhar a vida e as atividades normais do dia a dia. Ou seja, isso geralmente acontece quando a criança já consegue permanecer em pé, andar e realiza atividades físicas de maneira mais intensa. 
  • Em condição ideal, é uma cirurgia com baixo risco, realizada sob anestesia geral, com elevada taxa de sucesso, de curta duração, podendo receber alta no mesmo dia. 
  • Na maioria dos casos não é necessário uso de telas para correção das hérnias da infância

Portanto, embora a maioria das hérnias em recém-nascidos não exija cirurgia imediata, é fundamental seguir as orientações médicas e realizar o tratamento adequado conforme necessário. Sempre consulte um profissional de saúde habilitado para avaliar o problema e planejar a melhor maneira de correção.

Quer saber mais sobre hérnias na infância e sobre outros assuntos da uropediatria acompanhe as nossas publicações. Toda semana tem um artigo novo! Até breve!!


Dra. Marilyse Fernandes
Publicado por: Dra. Marilyse Fernandes - Cirurgia Pediátrica - CRM 92676 | RQE 21334
A Dra Marilyse Fernandes (CRM 92676 / RQE 21334) é médica especialista em cirurgia pediátrica e robótica, dedicada à urologia infantil com experiência em hidronefrose congênita, malformações genitais e disfunções miccionais. Formada pela Universidade Estadual de Londrina, Doutora em Ciências da Reabilitação pela Universidade de São Paulo (USP) e Pós Graduada em Cirurgia Robótica pelo Hospital Israelita Albert Einstein.
Leia também

Avaliações

Ana Camargo
Ana Camargo
08/09/2023
Minha filha de 5 anos não deixava de usar fralda, foram vários médicos até que em março/23 conheci por meio de indicação a dr Marilyse. Com sua experiência conseguiu diagnósticar a duplicidade no canal da urina, cirurgia feita em 31/07/23 e foi um sucesso. Gratidão pura a essa profissional e toda sua equipe, desde o primeiro atendimento com sua secretária Janaina. Obrigada a todos!
Reinaldo Ferreira
Reinaldo Ferreira
22/08/2023
Profissional extremamente competente cuidou do meu filho recém nascido de maneira excepcional. Desde o primeiro encontro se mostrou extremamente competente e nos passou tranquilidade em um momento muito delicado. A Dra. Marilyse não apenas demonstrou uma compreensão abrangente das necessidades médicas do meu filho, mas também se esforçou para explicar cada procedimento de maneira clara e tranquilizadora Em resumo, estou profundamente grato à Dra. Marilyse por sua excelência profissional e sem dúvidas nenhuma a indicaria
Silvio Fernandes Vera
Silvio Fernandes Vera
21/08/2023
Agradeço toda a atenção que sempre nos dispensou quando precisamos. Que Deus cuide sempre de você e lhe dê a saúde necessária para continuar a cuidar daqueles que mais precisam! Silvio, Selma e Rafael...
Gabriela Genaro
Gabriela Genaro
17/03/2023
Ótima profissional, muito competente e humana! Nos tratou com muito carinho e profissionalismo desde a 1° consulta. Nos passou total confiança! Fez a cirurgia do meu filho de apenas 10 meses e foi um sucesso.
Janaina Silva
Janaina Silva
14/03/2023
A Dra marilyse é sensacional, tira todas as nossas dúvidas em relação aos nossos pequenos, super atenciosa e educada. Nota 1000 em todos os quesitos, desde o atendimento na recepção até o pós consulta!!
daniele bergamaschi andreia
daniele bergamaschi andreia
07/02/2023
A Dra é maravilhosa 😍, a cirurgia do meu filho foi um sucesso.
karine caldas
karine caldas
02/02/2023
Gratidão a Dra. Marilyse! Muito atenciosa e cuidadosa com a criança e também com os pais.
Veronica Tirri
Veronica Tirri
01/12/2022
A Dra. MARYLISE foi um anjo enviado por Deus em nossas vidas! A Maysa em exame de rotina em 2021, foi encontrado um cálculo gigante no ureter Esquerdo do Rin, com uma Hidronefrose grau III importante. Necessitando de uma cirúrgia de Urgência. Foi prontamente indicada pelos colegas médicos mesmo não sendo da região da Dra. Foi indicada pela competência, especialização diferenciada e muita eficiência. Em menos de 1 semana a Dra. Atendeu prontamente e em menos de 45 dias a Maysa foi operada por Cirurgia ROBÓTICA por VÍDEO, recuperação incrível em pouquíssimos dias! Maysa quase não tem cicatrizes! A Dra. é uma fada maravilhosa! Serei grata eternamente! 🙏🙏🙏💗 Dia 29/11/2022 dia de visitar a melhor médica Urologista Pediátrica! 😍💗 A foto da cicatrização perfeita da minha pequena. Não posso deixar de mencionar a recepcionista Janaína, muito eficiente e responsável sempre! Gratidão sempre!
Mayara Oliveira Guilherme
Mayara Oliveira Guilherme
30/11/2022
Desde a primeira consulta eu fui muito bem atendida, nunca sai de uma consulta com dúvida. A cirurgia do meu filho foi um sucesso e eu tive todo apoio necessário durante todo o tratamento. A Dra. fez uma correção de hipospadia e ficou perfeito. Sou muito grata a Dra. Marilyse e a Janaína que sempre me atendeu muito bem principalmente no pós cirúrgico que demanda um maior acompanhamento.